EN/ PT

Marco Oliveira

 

Marco Oliveira (Lisboa, 24 de janeiro 1988) é um dos mais representativos fadistas da sua geração, movendo-se entre o Fado e outros universos da música popular urbana, numa rara versatilidade: além de intérprete, é poeta, compositor e instrumentista. Com dois discos publicados, “Retrato” (2008) e “Amor é Água que Corre” (2016), o cantautor prepara-se para editar em 2019, o seu novo trabalho.

Estudou guitarra clássica no Conservatório Nacional e frequentou a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

“Retrato”, o seu primeiro álbum, foi editado em 2008, quando tinha apenas 20 anos de idade. Nesse mesmo ano, recebeu o prémio Francisco Carvalhinho, atribuído pela Casa da Imprensa.

Apresentou-se no Ibero-American Guitar Festival, em Washington e no Museu da Música de Praga, concertos em parceria com o guitarrista Ricardo Parreira. Em 2011 atuou na Brooklyn Academy of Music, em Nova Iorque como artista convidado, no projeto Lisboa Soul.

2016 marca o lançamento do seu segundo álbum, “Amor é água que corre” com poemas e composições originais, e nesse mesmo ano apresenta-se a solo no Centro Cultural de Belém. Participa igualmente em importantes festivais de música nacionais (EDP Fado Café, Nos Alive e Caixa Alfama) e internacionais: Guitar Art Festival (Belgrado), e Siesta Festival (Polónia).

2017 foi um ano agitado, com visitas à Letónia, numa ida ao Riga Jazz Stage, concertos na Polónia e ainda com duas atuações no Festival de L’Imaginaire, em Paris.

Em Junho, aliou-se às Festas de Lisboa com a Trezena a Santo António na Igreja de Santo António.

Marco Oliveira festejou a passagem de ano de 2017 para 2018 com um concerto em casa da superestrela Madonna, em Nova Iorque e, juntamente com a fadista Celeste Rodrigues, o jovem fadista juntou-se à exclusiva festa acompanhado pelos Bela Quarteto.

Esteve também na festa de aniversário de Giancarlo Giammetti, onde atuou para uma série de convidados VIP, entre eles Madonna, Valentino, Herman José e tantos outros.

O concerto de Marco Oliveira em Londres, dia 23 de Fevereiro de 2018 na Songlines Fado Series, revelou-se um êxito.

Dia 13 de março, apresentou no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa, o concerto íntimo A Alma Encantadora das Ruas, revisitando os seus álbuns “Retrato” e “Amor é água que corre”.

No dia 17 de Abril, apresentou um showcase na AME – Atlantic Music Expo, um dos maiores eventos de música do mundo em Cabo Verde, num encontro cultural de artistas e produtores do mundo inteiro.

No dia 5 de Outubro, o cantautor leva “A Alma Encantadora das Ruas” ao Auditório Eunice Muñoz, em Oeiras, no âmbito do ciclo Vozes do Fado.

Marco Oliveira volta a marcar presença em Outubro no Festival de l’Imaginaire em Paris e prepara uma digressão nos Estados Unidos, com concertos em Cranston (Park), Peabody (Peabody City Hall), Washington DC (J. F. Kennedy Center for the Performing Arts) e em Nova Iorque (Elebash City Hall), onde esgotou!!

No final de Dezembro, o músico actuou na Dinamarca, num concerto a solo na capela KoncertKirken, em Copenhaga.

No dia 23 de Fevereiro, Marco Oliveira apresentou juntamente com a atriz Ana Sofia Paiva o espectáculo “Utopia – Poemas e Canções de José Afonso”, um recital baseado nas obras do autor, que esgotou o Centro Cultural Malaposta!!!

A 11 de Maio, o artista foi até Chartres, França, para um concerto memorável no Centre Européen de Rencontres Franz Stock, e a 28 de Setembro, actua no festival Santa Casa Alfama!!

No ano de 2020, Marco Oliveira e Ana Sofia Paiva fizeram uma curta metragem baseada no espetáculo “UTOPIA – Poemas e Canções de José AFonso”.

A curta metragem foi feita a pedido do Centro Cultural Português em Cabo Verde, para comemoração do 25 de Abril, a qual estava planeada para ser in loco e ao vivo!! Não tendo sido possível o espetáculo ao vivo de Marco Oliveira e Ana Sofia Paiva, foi feita esta encomenda, que resultou neste lindíssimo trabalho, sob o nome: “UTOPIA – Cartas a José Afonso”.

Marco Oliveira, neste ano tão atípico, fez também uma versão de “Tengo en el Pecho una Jaula”, de Amancio Prada, que tem passado na rádio Portuguesa, deslumbrou a assistência com um concerto em streaming no Live @ a Casinha e em Outubro, participou, nas Canárias, no Festival de Fado.

A 15 de Abril de 2021, lança o single “Nenhum de Nós”, do álbum “Ruas e Memórias”, produzido por José Mário Branco, o último trabalho deste grande músico!

“Ruas e Memórias” é lançado a 28 de Maio de 2021, editado pela Sony Music.

Em Julho, Marco Oliveira apresenta o seu disco em dois concertos no Museu do Fado que tiveram lotação esgotada e mais tarde no festival “Sons do Rio”, no Fluviário de Mora.

No dia 5 de Dezembro, o cantautor fez a estreia em Lisboa de “Ruas e Memórias” no Teatro São Luiz e irá ainda levar o seu novo disco, no dia 18 de Dezembro, a Alcains.

No dia 21 de Dezembro, apresenta-se com a cantora espanhola Maria Rodés, num concerto duplo, na Casa da Música!

“Ruas e Memórias” foi considerado um dos melhores discos de 2021 pelo jornal “Público”!





Top

Ver Videos



Top

Discografia

“Retrato” (2008) 

“Amor é Água que Corre” (2016)

“Ruas e Memórias” (2021)



Top

Imprensa

“O Fado Tradicional e as Canções de Marco Oliveira, abriram com chave de ouro os showcases do Atlantic Music Expo, com o músico português a prestigiar igualmente em palco, Ildo Lobo, enquanto um dos artistas cabo-Verdianos que mais o tem marcado.”

Noticia online da Radiotelevisão Caboverdiana



Top

Links

https://www.facebook.com/MarcoOliveiraOficial/?fref=ts

Home

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Trackback from your site.

 

    NÃO PERCA AS ÚLTIMAS NOVIDADES!
    SIGA-NOS ON-LINE.

    Twitter response: "Bad Authentication data."

    Subscreva a nossa Newsletter